3 Comments

  1. Avatar Chris Ferreira
    maio 23, 2015 @ 1:26 am

    Ótimas dicas da Thais. E realmente é importante a gente identificar a razão, o que gerou o problema para poder entendê-lo melhor e assim corrigir e prevenir para que não se repita.
    beijos
    Chris

    Reply

  2. Avatar Daniela Zanatto
    julho 24, 2015 @ 3:10 am

    Ótimas dicas. Isso acontece com toda mãe, então é bem legal saber que caminho tomar quando acontecer. Além disso, bem lembrado que se for algo constante, é melhor procurar ajuda!
    Um beijo
    http://www.mamaeaprendiz.com

    Reply

  3. Avatar Gabriela Gama
    fevereiro 15, 2017 @ 11:25 am

    Duro que quando a gente perceber já gritou, já brigou e em alguns casos, já até deu uma palmada. Geralmente o grito vem carregado de cansaço, saco cheio, sono, frustração e em último lugar, a peraltice do filho. É preciso repensar!

    Reply

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.